Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Engenharia Elétrica se destaca e é nota 5 no Enade

Notícias

Engenharia Elétrica se destaca e é nota 5 no Enade

Cursos Superiores

Curso superior do câmpus Pelotas ficou acima das médias do estado e do país.
publicado: 13/04/2017 17h00 última modificação: 13/04/2017 17h02

A Engenharia Elétrica do câmpus Pelotas novamente foi destaque no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). Desta vez, a média geral dos estudantes do IFSul ficou acima das médias do estado, da região sul e do país. As médias relativas à formação geral e aos componentes específicos do curso também foram maiores que as médias estadual, regional e nacional. Com isso, o conceito Enade atribuído ao curso foi de 5, que é o máximo na classificação.

O Enade integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e busca avaliar o desempenho dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares do respectivo curso de graduação; no processo, ainda constata as habilidades e competências na formação do aluno. Neste sentido, o Exame mostra-se importante no crescimento dos cursos de graduação, pois revela diretamente a qualidade de ensino dos cursos, a capacidade dos graduandos e futuros profissionais e até mesmo do quadro de docentes. Assim, o resultado obtido pela Engenharia Elétrica é elogiável, já que prova a capacidade dos formandos e coloca o curso entre os melhores do país.

Os bons resultados da Engenharia Elétrica ainda apontam, entre outros fatores, uma importante verticalização de ensino dentro do câmpus. O aluno pode ingressar na escola em uma das modalidades de nível médio (integrada, subsequente ou concomitante) e, ao completar os estudos, partir para o ensino superior ainda no mesmo ambiente, continuando e desenvolvendo seus estudos de forma ampla e conectada. Assim, o aluno tem a oportunidade de desenvolver sua carreira acadêmica e profissional de forma completa, sempre tendo o municio necessário para seguir em frente, seja para a próxima fase de ensino ou para o mercado.

Para Daniel Arsand, chefe do Departamento de Ensino de Graduação e de Pós-Graduação do câmpus Pelotas, o conceito comprova a qualidade do ensino na Engenharia Elétrica. “O resultado é motivo de orgulho para o curso e para todo o instituto, mostrando a qualidade do ensino. Ainda assim, devemos atentar para alguns pontos e buscar melhorá-los sempre”, comenta.